Quantcast

No Estado de Santa Cruz, uma vila de montanha para andar por caminhos fascinantes. Um lugar para os espíritos livres.

Na entrada de El Chaltén está o Centro de Visitantes do Parque Nacional Os Glaciares. Aqui –e na Oficina Municipal de Turismo- é possível obter mapas com os sendeiros do lugar e verificar o estado dos mesmos.

Os cerros Torre e Fitz Roy presidem as vistas do Parque Nacional. Imponentes pedras de granito, são meta ansiada pelos escaladores expertos e belo espetáculo natural para os caminhantes. Aqui existem sendeiros que percorrem bosques de nhires e lengas, sulcados por rios de águas claras. Caminhos que escalam para as alturas, ao encontro do gigante de gelo. E outros que descobrem espelhos de água que refletem os cumes nevados. Para desfrutar deste presente natural só é preciso colocar as botas e caminhar. Deixar para trás a civilização e entregar-se à beleza virgem da montanha. O explorador encontrará seu desafio nas rodovias mais exigentes do Fitz Roy. Aqui, aguardam por ele dias de descobrimento e fascinação e noites estreladas, envolvidas na mística de aventureiros expedicionários.

Em El Chaltén, o caminhante descansará e preparará a seguinte saída. Existem vários trajetos que podem ser realizados em um dia partindo desta localidade. Os mais populares são: Glaciar e lagoa Piedras Blancas (De 4 horas de duração, entre ida e volta); Lagoa Torre (De 6 horas de duração, parte do Centro de Visitantes em direção oeste, leva ao Mirante Lagoa Torre e ao Campamento De Agostini); Glaciar Huemul (De 6 horas, parte a 37 km de El Chaltén por um sendeiro que está situado em propriedade privada, razão pela qual que é necessário pagar uma entrada); Lagoa de los Tres (Dura umas 8 horas, leva diretamente à lagoa Capri e dali até a Lagoa de los Tres, o ponto panorâmico mais acessível de toda a região, frente ao mítico cerro Chaltén); e Lagoa Toro e Loma del Pliegue Tumbado (De 9 a 10 horas totais de duração).

Dispondo de vários dias, é possível realizar rotas mais longas, acampando sempre nas zonas permitidas. Uma opção é tomar o sendeiro que sobe pela seção norte do povoado, depois de 1 hora de caminhada em ascensão chega-se a uma bifurcação onde se optará por dirigir-se ao mirante (lugar em que se divisa o cerro Fitz Roy) ou à lagoa Capri onde existe zona de acampe. Ambos os sendeiros se unem novamente para continuar até os acampamentos rio Blanco e Poincenot (3 horas de ida). Desde Poincenot se realizam excursões até a incrível lagoa Sucia e a imperdível lagoa de los Tres. Se o caminhante quiser retornar, pode tomar o caminho de volta para El Chaltén e, depois de 1 hora, seguir a bifurcação para as lagoas Madre e Hija (Mãe e Filha). Este sendeiro se cruza com o que une El Chaltén à Lagoa Torre. Se quiser continuar, e realizar uma caminhada de maior dificuldade, do campamento Poincenot parte um sendeiro em direção norte que conduz até Piedra del Fraile (3 horas e meia). Aproximadamente depois de uma hora de caminho, um desvio à esquerda leva até o imponente Glaciar Piedras Blancas, um lugar ideal para descansar. Continuando pelo sendeiro, se chega até o rio Eléctrico e logo até Piedra del Fraile, uma pedra que deixou o glaciar em seu recesso e onde o padre De Agostini -quem subiu estas montanhas e foi o primeiro em fotografá-las- localizou o seu acampamento base. Esta parte da excursão transcorre em propriedade privada e é necessário pagar a entrada. Também aqui existe um refúgio com serviços. Deste ponto é possível chegar ao lago Eléctrico, um enorme lago de água glaciar. E para retornar, desde Piedra del Fraile é possível tomar um transporte até El Chaltén.

 

IMPORTANTE: Para saídas de vários dias, é recomendável registrar-se. 

Share Share Share Share

Mais para ver