Quantcast

A “bahia del fondo”. A prisão dos confins. A terra dos grandes expedicionários.

Em 1884 uma expedição argentina fundou em Tierra del Fuego a cidade de Ushuaia, ali no recôndito sul do mundo onde os yámana, adaptados ao frio extremo com suas enormes fogueiras –essas que deram nome ao Estado-, habitavam  10.000 anos antes. A localização da cidade foi estratégica na hora de fixar fronteiras com o Chile e assentar a soberania territorial da Argentina frente às potências europeias. Desde 1896, e durante cinquenta anos, também funcionou aqui um funesto penal: a grande prisão sem escapatória hoje convertida em Museu do Presídio e Museu Marítimo. O trem, que transportava os presos, é agora um bem diferente: viajar no Trem do Fim do Mundo é a melhor forma para ter acesso ao Parque Nacional Tierra del Fuego, onde a beleza da paisagem se torna inquietante. Nos museus do Fim do Mundo e Yámana, as galerias contam as histórias dos valentes expedicionários que deram os primeiros passos sobre a Antártida e dos povoadores originários. Uma visita à Estância Haberton oferece uma extraordinária oportunidade de conhecer o estilo de vida e a herança dos pioneiros da “terra do fogo”, valentes que deixaram tudo de lado em busca de sua ‘terra prometida’. Histórias de intenso trabalho, resistência e determinação.

Share Share Share Share

Mais para ver