Quantcast

Terra do vinho de altura, aqui a vida transcorre pintada de cores: o verde dos vinhedos, o vermelho e preto dos ponchos, o vermelho das pedras.

De céus límpidos e ensolarados, Cafayate, coração dos Valles Calchaquíes salteños, é a terra do vinho de altura. Aqui as uvas amadurecem lenta e sabiamente, sob o olhar e a supervisão dos bodegueiros, para oferecer vinhos de qualidade. Por volta desta atividade, a vida transcorre tranquila e favorece o encontro entre os moradores do lugar e os turistas. Frente à praça, os artesãos oferecem seus trabalhos de olaria e prataria, tecidos em lã e os típicos ponchos salteños. As guitarras soam nos festivais e penhas – bela aparece no verão a Serenata a Cafayate-, enquanto os cozinheiros preparam pratos típicos (imperdíveis as empanadas). Em volta da cidade, os cerros oferecem vistas panorâmicas do vale, os rios escondem cascatas surpreendentes e o tempo realiza um permanente trabalho de erosão sobre as rocas.
 
Chega-se a Cafayate através da cidade de Salta, pela Rodovia Nacional 68 em um percurso de 183 km. Uns 50 km antes da entrada ao berço do vinho salteño, o caminho surpreende o viageiro com a paisagem da Reserva Natural Provincial Quebrada das Conchas. O capricho do tempo e a erosão criaram aqui formações rochosas semelhantes a figuras animais –como o Sapo- ou humanas, –como o Frade-. Também, imponentes Castelos Avermelhados, um Anfiteatro Natural de maravilhosa acústica e a Garganta do Diabo, uma imensa parede circular de 50 metros de altura. Sem dúvida, um dos cartões postais mais lindos do noroeste argentino.

Chegando a Cafayate o viageiro está na localidade turística mais importante dos Valles Calchaquíes. Caminhar pelas suas ruas, sentar embaixo das árvores da praça, percorrer o Mercado Artesanal, degustar delícias típicas do norte e fazer uma visita às bodegas da região e ao Museu da Videira e o Vinho são algumas das atividades sugeridas. Logo, as opções se abrem a diferentes interesses. Um deles é tomar o sendeiro que conduz a San Isidro, onde existem covas com pinturas rupestres. Também é possível realizar uma caminhada pelas margens do rio Colorado -que é recomendável realizar com guia e que requer um bom estado físico- para descobrir suas múltiplas cascatas. Ou percorrer os médanos, pequenas montanhas de areia branca que mudam constantemente de forma e que, sob a luz da lua, têm uma beleza muito especial.


Desde Salta é possível viajar para Cafayate em veículo particular, de ônibus ou contratar uma excursão. Chegar até Cafayate, percorrer o povoado e suas imediações demora um dia inteiro. É possível contratar excursões para percorrer as diferentes atrações, realizar cavalgatas ou alugar bicicletas.

Share Share Share Share

Mais para ver