Quantcast

Para as crianças, a cidade é uma festa. Múltiplas propostas permitem que confluam o ritmo da grande metrópole com o tradicional pátio de jogos e uma agenda cultural muito interessante.

Buenos Aires está repleta de lugares onde fazer um piquenique, bater uma bolinha ou andar de bicicleta. Provavelmente o lugar mais clássico seja o bairro Palermo, com seus lagos artificiais que são percorridos em botes a remo ou a pedal. Aqui é possível alugar patins e ‘bicicletas’ -simples, duplas e até triplas-; passear em mateo -um carro puxado por um cavalo-; visitar o belíssimo Roseiral, com mais de mil espécies de rosas; e o encantador Jardim Japonês, com suas pontes de fotografia e lagoas cheias de peixes coloridos. Também para andar de bicicleta, patinar ou simplesmente passear a pé, Buenos Aires tem sendeiros que confluem frente ao Rio da Prata na Reserva Ecológica da Costanera Sur, onde as crianças descobrirão a fauna e a flora da cidade além dos prédios de concreto armado. Na outra ponta, em direção à zona norte, o Parque das Crianças é um espaço privilegiado para soltar pipa -própria ou alugada-. Em outros bairros, os parques Lezama, Centenário, Os Andes e a Praça Intendente Alvear (popularmente conhecida como Praça França), convocam vários artistas de rua. Em Buenos Aires cada bairro tem um teatro com espetáculos para todos os gostos: textos clássicos, adaptações de programas de televisão, shows participativos, comédias musicais, marionetes, espetáculos de dança e de circo. Além disso, uma importante quantidade de músicos e até de bandas de rock dedicadas ao público infantil, dão ritmo à “pequena plateia”’. No mês de Júlio, quando chegam as férias de inverno, a agenda cultural se preenche –ainda mais- de propostas pensadas para a família toda. Está também o zoológico -com suas 350 espécies de aves, mamíferos, repteis, e aquário-; os museus especialmente enfocados no público infantil e juvenil –entre os que se destacam o Museu Participativo de Ciências, no Centro Cultural Recoleta, onde a premissa é “Proibido NÃO MEXER”, e o Museu das Crianças do Abasto, réplica de uma cidade a escala infantil-; o Planetário Galileo Galilei –ideal para colocar as crianças  em contato com o universo- e até os carrosséis que ainda giram nas praças porteñas. Um universo de opções para fazer da viagem à capital argentina um muito lindo momento para viver em família.

 

Share Share Share Share

Mais para ver