Quantcast

O Parque Nacional Talampaya ocupa as serras baixas do oeste riojano, expondo notáveis processos erosivos que formam canhadões de retas e altas paredes, como aquela do rio Talampaya e as que se apreciam em Los Cajones. Existem também amplos setores quase desprovidos de vegetação, denominados huayquerías, onde se destaca a presença de poucas ervas carnosas como a verdolaga.

A vegetação é de arbustos, rala e achaparrada. Entre as plantas características destes desertos se encontram a retama praticamente sem folha, que realiza a fotossíntese através dos seus talos verdes; as jarillas de folhas brilhantes e resinosas; a brea, uma árvore de típica casca lisa e verde, que tem um bonito aspecto quando se cobre de flores amarelas em primavera; e nas ladeiras serranas, a chica, uma árvore endêmica de La Rioja, San Juan e San Luis. A fauna tem alguns integrantes de freqüente observação.

Os raposos cinza, a chunga burmeisterie a calandra mora são comuns nos arredores da entrada a área. As altas paredes vermelhas são utilizadas como paragem por vários rapaces, por exemplo, o condor andino, a águia mora e o falcão peregrino, também são a moradia de um roedor: o chinchillón.

O Parque Nacional Talampaya convida você a uma viagem apaixonante por terras áridas e vermelhas que plasmarão nos seus olhos uma paisagem inesquecível.

Share Share Share Share

Mais para ver